David Bowie em seus 66 anos: aí lembrei de Caetano

bowieEssa semana surgiu na internet um vídeo do David Bowie, que vai lançar novo álbum. O link, da Folha de São Paulo, segue aqui: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1211591-david-bowie-lanca-single-e-anuncia-primeiro-album-em-dez-anos.shtml.

“Where are we now?” É o título da música. O clip é estranho porque começa em um lugar que é como uma oficina da memória, com objetos meio que quebrados, espalhados, desmontados, fragmentados, distribuídos. E em uma tela passam cenas de Berlim, cidade onde, segundo a matéria da Folha, ele viveu entre 76 e 79.

As imagens de Berlim são lindas e a letra da música, que  aliás aparece no clip, fala de Berlim. E nessa tela estão os rostos de Bowie e de uma moça, só os rostos, encaixados em corpos de bonequinhos de pelúcia sentados. Os rostos estão inseridos na tela. Os rostos aparecem em buracos como aqueles em brinquedos de festas populares, em que posamos, para fotografias, em corpos de outros seres, personagens, pessoas.

Está sendo um exercício e tanto narrar o vídeo, porque é quase indescritível. São tantas as ideias e informações e sugestões que seriam necessárias conferências para as reflexões decorrentes. Mas posso sintetizar assim: é David Bowie em seus 66 anos.

Inspirada pelo vídeo, enquanto o álbum não sai, ouvi, em vinil, Diamond Dogs e Tonight. Tenho vinis do Bowie comprados quando eram novos. Se bem que Diamond Dogs comprei já usado, em alguma feira, não me lembro bem.

Gosto demais de David Bowie, diria que ouço talvez até mais que Dylan, mas, enquanto o último é muito familiar, Bowie é sempre distante. Parece que Bob Dylan faz tudo meio de improviso e David Bowie prepara mais, e com isso se distancia do ouvinte. A beleza de David Bowie é inatingível. Não sei bem porque comparo os dois, acho que é porque gosto muito e fico tentando saber de qual gosto mais. Sei lá.

A música do clip me lembrou um pouco a música “Estou triste”, de Caetano, do Abraçaço. A canção de Caetano colou em mim e lembrei de “Where are we now?”, de Bowie. A tristeza é um sentimento bastante contemporâneo. Algumas épocas têm sentimentos que marcam.

Ouvi agora o Abraçaço de Caetano e a canção “A boca nova é foda” é foda. Todo o Abraçaço é muito bom. Como o Caetano escreve bem.

caetano

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: